Comunicado
Comunicado
Suspensão da Atividade promocional da Câmara Municipal 1. A lei 72-A/2015-23/7, determina que, a partir da publicação do decreto que marque a data de atos eleitorais é proibida a propaganda política feita direta ou indiretamente através dos meios de publicidade comercial,e, no seu artigo 10º, nº4, específica que é proibida a publicidade institucional por parte […]
Parque de Lazer da Fonte Nova vai ter imagem renovada
Parque de Lazer da Fonte Nova vai ter imagem renovada
A Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo está a proceder a trabalhos de requalificação deste espaço. A obra prevê o melhoramento do pavimento, pintura e colocação de novos bancos e arranjo dos espaços de jardinagem. A Câmara Municipal vai também analisar a qualidade da água da fonte. Pretende-se com esta intervenção melhorar as condições de […]
Coletor de águas pluviais de Figueira dos Cavaleiros já está em construção
Coletor de águas pluviais de Figueira dos Cavaleiros já está em construção
Estão a decorrer as obras de construção do coletor de águas pluviais na rua de Lisboa e largo do Poço Velho, em Figueira dos Cavaleiros. A intervenção, há muito aguardada pela população desta freguesia, vai permitir encaminhar as águas da chuva através de um coletor subterrâneo para a ribeira situada nesta localidade. Recorde-se que até […]
Revisão do Plano Diretor Municipal de Ferreira do Alentejo
Revisão do Plano Diretor Municipal de Ferreira do Alentejo
Foi retomado o processo de Revisão do Plano Diretor Municipal de Ferreira do Alentejo. Este instrumento de planeamento permite definir as melhores áreas para a instalação de atividades económicas, para a construção de zonas residenciais, para instalação de equipamentos sociais, culturais, desportivos, ou simplesmente vocacionadas para a atividade agrícola, ou que em função da sua […]
NOTÍCIAS
Pedidos de Queima e Queimada
Pedidos de Queima e Queimada
O uso do fogo encontra-se associado a várias práticas agrícolas e florestais, no entanto, são vários os casos em que estas atividades se descontrolam e originam grandes incêndios com graves consequências ecológicas e socioeconómicas. Cerca de 98% das ocorrências em Portugal Continental têm causa humana. Assim, torna-se urgente uma alteração de comportamentos na sociedade de modo a que possam ser realizadas as […]
Remoção de cepos de árvores existentes em espaços públicos
Remoção de cepos de árvores existentes em espaços públicos
Estão a decorrer os trabalhos de remoção de cepos de árvores existentes em espaços públicos. O serviço está a ser executado pela empresa SOS Casa e Jardim. Serão removidos na totalidade 23 cepos, no Espaço junto à Igreja de Nossa Senhora da Conceição, Avenida Gago Coutinho e Sacadura Cabral, Avenida General Humberto Delgado, espaço junto […]
Município reforça o número de contentores de resíduos sólidos
Município reforça o número de contentores de resíduos sólidos
O Município de Ferreira do Alentejo adquiriu 30 contentores para deposição de resíduos sólidos urbanos, que serão colocados na via pública em todo o concelho, com o objetivo de substituir contentores que se encontram deteriorados. Esta medida contribui para a melhoria da higiene e limpeza urbana do concelho. Os equipamentos estão dotados de um autocolante […]
Reforço da Iluminação Pública
Reforço da Iluminação Pública
Está a ser feito o reforço da iluminação pública em Fortes Velhas e Fortes Novas com a colocação de mais candeeiros. No âmbito desta intervenção a EDP está também a mudar as lâmpadas existentes para tecnologia LED que é mais eficiente. Depois do reforço dos candeeiros já existentes, estão agora a ser colocados mais 13 […]
PONTOS DE ACESSO
> Em Discussão
Participação Pública
Projetos ou outros documentos em discussão pública
> Balcão Único
> Balcão Único
Atendimento • Formulários
O BU é um serviço que centraliza o atendimento da autarquia, respondendo com rapidez e eficácia às necessidades dos munícipes
> Publicações
Editais • Avisos
Atos escritos em que são apresentadas determinações, avisos, citações e demais comunicados de ordem oficial
> Publicações
Regulamentos
Atos normativos do Poder Local Executivo
> Informação Municipal
Agenda Cultural • Informação Municipal • Jornal de Ferreira • Tv
Informação com o objetivo de dar a conhecer todas as atividades relevantes da autarquia
> Participação Ativa
Opiniões • Sugestões • Reclamações
Falar com o Presidente da Câmara Municipal
> Conselhos Municipais
Económico • Consultivo • Juventude • Floresta • Segurança
Participação ativa na vida política local para consolidação do sistema democrático
> Educação e Ensino
Políticas para a Educação • Boletins • Site AVEFA
O Município coloca a educação como uma Prioridade
> Ordenamento do Território
PDM • Reabilitação Urbana • Planos de Pormenor
O PDM é o principal instrumento de gestão territorial, de planeamento e gestão das atividades das pessoas e das empresas
> Segurança e Proteção Civil
> Segurança e Proteção Civil
Proteção Civil • Segurança • Comunicados Operacionais • PMDFCI
Atividade desenvolvida pelo estado, cidadãos e entidades com o objetivo de prevenir riscos coletivos e atenuar os seus efeitos
AVISOS:

O uso do fogo encontra-se associado a várias práticas agrícolas e florestais, no entanto, são vários os casos em que estas atividades se descontrolam e originam grandes incêndios com graves consequências ecológicas e socioeconómicas. Cerca de 98% das ocorrências em Portugal Continental têm causa humana. Assim, torna-se urgente uma alteração de comportamentos na sociedade de modo a que possam ser realizadas as mesmas práticas, mas com um menor risco, ou seja, com uma menor probabilidade de originar incêndios rurais.

 

O que é uma queimada? E uma Queima?

• Queimada – quando se usa o fogo para renovação de pastagens e eliminação de restolhos e ainda, para eliminar sobrantes de exploração agrícola ou florestal e que estão cortados mas não amontados

• Queima - quando se utiliza o fogo para eliminar sobrantes de exploração agrícola ou florestais, que estão cortados e amontoados.

 

Quando se pode fazer uma queimada?

A realização de uma queimada só é permitida fora do período crítico e desde que o índice de risco temporal de incêndio seja inferior ao nível elevado e também só é permitida após licenciamento na respetiva câmara municipal na presença de técnico (s) credenciado (s) em fogo controlado ou, na sua ausência, de equipa de bombeiros ou de sapadores florestais.   Quando se pode fazer uma queima?

Pode – se fazer uma queima em todos os espaços rurais, fora do período crítico e desde que não se verifiquem os índices de risco temporal de incêndio de níveis muito elevado e máximo. É, no entanto, proibido fazer queimas a menos de 30 m de quaisquer construções e a menos de 300 m de bosques, matas, lenhas, searas, palhas, depósitos de substâncias suscetíveis de arder e, independentemente da distância, sempre que deva prever-se risco de incêndio.

A realização de uma queima, nas condições permitidas, não carece de um licenciamento da câmara municipal, devendo, no entanto, consultar o Serviço Municipal de Proteção civil da sua área, a fim de saber o índice de risco temporal de incêndio, bem como para aviso das corporações de bombeiros para evitar falsos alarmes.

 

O que é o período crítico de incêndio florestal?

É o período durante o qual vigoram medidas e ações especiais de prevenção contra os incêndios florestais. Coincide com os meses de Julho e Setembro. Se as condições meteorológicas forem mais severas, o período pode ser alargado, sendo definido para cada ano por portaria do ministério da agricultura.

 

Risco de incêndio florestal diário

Consulte o risco de incêndio florestal no site do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (ww.ipma.pt)

  PEDIDO PARA REALIZAÇÃO DE QUEIMA OU QUEIMADA Poderá efetuar os pedidos de queima e queimadas eletronicamente em https://fogos.icnf.pt/InfoQueimasQueimadas/
Pedidos de Queima e Queimada

O Serviço Municipal de Proteção Civil recomenda a tomada de medidas de precaução e especial atenção:

  • À limpeza e desobstrução de sumidouros, valetas e outros canais de drenagem, removendo folhas caídas das árvores, areias e pedras que ali se depositaram previamente à época das chuvas e a verificação da funcionalidade dos sistemas de drenagem urbana (SMPC);
  • À desobstrução dos sistemas de escoamento de águas pluviais dos quintais, ou varandas e a limpeza de sarjetas, algerozes e caleiras dos telhados de habitações (cidadãos).

Neste contexto, recomenda-se a adoção, entre outras, das seguintes medidas de precaução:

  • Desobstrução de linhas de água junto a pontes, aquedutos e outros estrangulamentos do escoamento;
  • Limpeza de linhas de água assoreadas;
  • Limpeza dos resíduos sólidos urbanos depositados nos troços marginais dos cursos de água;
  • Evitar cortes rasos de material lenhoso ardido em situações de declive intenso, localizados nas proximidades das linhas de água;
  • Recolha ou trituração dos resíduos resultantes do corte dos salvados das áreas ardidas e de atividades agrícolas e florestais localizados nas margens das linhas de água;
  • Verificação (e eventual reparação) de eventuais situações de desmoronamentos das margens das linhas de água (evitando obstruções ou estrangulamentos);
  • Inspeção visual de diques, ou outros aterros longitudinais às linhas de água;
  • Identificação de novos “pontos críticos” (aglomerados populacionais, edificações, vias de comunicação, pontes/pontões, etc.);
  • Em taludes rochosos, deve observar-se o normal funcionamento das estruturas de escoamento (filtros, proteção de filtros, furos de alívio de pressão de água, etc.) e as estruturas de suporte para a estabilização de taludes (cortinas de cimento, gabiões de proteção, redes de proteção, etc.);
  • Em aterros e taludes de terra, devem observar-se possíveis deformações (abertura de fendas que significam arrastamento de material), bem como assentamentos devido às variações do nível da água nos terrenos;
  • Verificação das estruturas que, pelas suas características (dimensão, formato, altura desde o solo, resistência ao vento), possam ser facilmente arrastadas ou levantadas dos seus suportes, procurando garantir que resistem aos ventos fortes (Nos casos em que tal seja impossível, deve garantir-se a facilidade de remover/desmontar essas estruturas).
Medidas de Autoproteção (Outono e Inverno)